top of page

Como Lidar com Narcisistas


Por Ludmila de Almeida Rosa

 

“Caminho se conhece andando...” Nem tudo é sobre o outro, muito fala-se do próprio indivíduo com relação ao trato que ele dispensa aos demais. Muitas vezes no calor da emoção se vê tentado a mostrar muito de si, para não parecer vulnerável perante o outro.


Lembra da história de Narciso? Moço muito bonito e vaidoso, que após desprezar muitas pretendentes, acabou se apaixonando pelo próprio reflexo. Morreu de fome e sede a beira da fonte de água onde via sua imagem refletida. E este mito nos deixa uma lição, que o excesso de amor-próprio, ou seja, a vaidade e a falta de empatia pelos outros podem ser prejudiciais.


Segundo o Manual Diagnóstico e Estatístico dos Transtornos Mentais (DSM-5) da Associação Americana de Psiquiatria, “transtorno de personalidade narcisista é caracterizado por um padrão generalizado de grandiosidade, necessidade de adulação e falta de empatia.” (ZIMMERMAN, 2022).


Exemplos de comportamento narcisista podem variar de pessoa para pessoa, mas podem incluir um amigo que sempre faz tudo girar em torno de si, um colega de trabalho que rouba crédito pelas ideias dos outros, um parceiro que constantemente precisa de elogios e validação, ou um chefe que explora e manipula seus subordinados para benefício pessoal.


No Espiritismo, Allan Kardec enfatiza a ideia de que somos espíritos em evolução que passam por diversas encarnações para aprimorar o caráter e evoluir espiritualmente. A base para que esta evolução aconteça é o amor ao próximo, pois é através dele que surge a empatia, a paciência, a caridade, o respeito, pois quem ama, não faz com que o outro sofra com suas atitudes. “A lei do amor substitui a personalidade pela fusão dos seres e aniquila as misérias sociais. Feliz aquele que, ultrapassando a sua humanidade, ama com amplo amor seus irmãos em dores! Feliz aquele que ama, porque não conhece nem a angústia da alma, nem a miséria do corpo; seus pés são leves, e vive como que transportado para fora de si mesmo.” (KARDEC, 2009, p. 111).


No livro “O Caminho Reto” de Léon Denis, fala que saber lidar com ser humano é desafiador, uma vez que cada um se constrói acerca do que lhe dói. “A dor, sob suas múltiplas formas, é o remédio supremo para as imperfeições, para as enfermidades da alma. Sem ela não é possível a cura. A ignorância das leis universais faz-nos ter aversão aos nossos males. Se compreendêssemos quanto esses males são necessários ao nosso adiantamento, se soubéssemos saboreá-los em seu amargor, não mais nos pareceriam um fardo. Porém todos odiamos a dor e só apreciamos a sua utilidade quando deixamos o mundo onde se exerce o seu império.” (DENIS, 1890, p. 33).


Francisco Cândido Xavier, no livro “Vinha de Luz” explora temas a respeito da esperança que brota nos corações quando o amor é a forma de abordar o ser humano, sem cobranças, sem julgamentos e sem pressão: “Caridade essencial é intensificar o bem, sob todas as formas respeitáveis sem olvidarmos o imperativo de auto sublimação para que outros se renovem para a vida superior, compreendendo que é indispensável conjugar, no mesmo ritmo, os verbos dar e saber. Bondade e conhecimento, pão e luz, amparo e iluminação, sentimento e consciência são arcos divinos que integram os círculos perfeitos da caridade.” (XAVIER, 1951, p.122).

 

Lidando com Narcisistas à Luz do Espiritismo:

1- Empatia e Compreensão - O espiritismo ensina a importância da empatia e da compreensão. Ao lidar com narcisistas, é útil lembrar que eles também são espíritos em evolução. Isso não justifica comportamentos prejudiciais, mas pode ajudar a adotar uma abordagem mais humana.

2- Perdão e Amor Incondicional - O espiritismo promove o perdão e o amor incondicional como caminhos para o crescimento espiritual. Embora seja desafiador, tentar perdoar e demonstrar amor incondicional em relação aos narcisistas pode contribuir para sua própria evolução espiritual.

3- Limites Saudáveis - Estabelecer limites saudáveis é fundamental ao lidar com narcisistas. O espiritismo não impede a proteção de sua própria saúde mental e emocional. É possível mostrar empatia e amor enquanto mantém limites firmes.

4- Busca por Auxílio Profissional - Quando os traços narcisistas são graves e prejudicam sua própria saúde mental ou a de outras pessoas, buscar ajuda profissional, como terapia, é essencial.

Querer mudá-los é difícil, digo quase ser impossível, pois são anos de construção de pensamentos, de crenças limitantes e porque não traumas vividos, é a proteção que fala mais alto. Mudança vem de dentro para fora, é preciso lembrar que a chave se encontra do lado de dentro e só assim será possível abrir a porta e contemplar uma nova paisagem.


Muito se perde nas relações por não mostrar suas fraquezas, se manter sempre forte machuca os dois lados, quem está a volta muitas vezes não percebe as armadilhas que o narcisista cria para superar medos, traições e fugas da vida cotidiana e acaba ficando refém.


Ser narcisista envolve muito mais que diagnósticos através da análise do comportamento, vai muito além do que os olhos podem ver.


O acolhimento deve ser a porta de entrada para o amor e tantos sentimentos nobres que farão amansar a fera que todos possuem dentro de si. Não sejamos hipócritas, todos temos dois lados, a luz e a sombra, o que nos difere é a quem damos mais liberdade de escolha e movimento. Não se trata de coragem, mas sim de autoconhecimento, se perdoando e perdoando ao próximo para viver leve e feliz. Como diz a música de Chico César, “Deus me proteja de mim e da maldade de gente boa, da bondade da pessoa ruim, Deus me governe e guarde, ilumine e zele assim”.

 


Referências:

1- DENIS, Léon. O Caminho Reto (Extraído da obra “Léon Denis – Depois da Morte”). Traduzido do Espanhol. Concepto espirita de la ley moral 1890. Internet.

2 - KARDEC, Allan. O Evangelho Segundo o Espiritismo. Tradução de Salvador Gentile, revisão de Elias Barbosa. Araras, SP, IDE, 365° edição, 2009.

3 - MANUAL MSD - Versão Profissional. Transtorno de Personalidade Narcisista (TPN). Por Mark Zimmerman, MD, Rhode Island Hospital. Revisado/Corrigido: mai 2021 | modificado dez 2022. Disponível em: https://www.msdmanuals.com/pt-br/profissional/transtornos-psiqui%C3%A1tricos/transtornos-de-personalidade. Acesso em: 02.10.2023

4 - XAVIER, Francisco Cândido. Vinha de Luz. Pelo espírito Emmanuel. FEB – Federação Espírita Brasileira. Rio de Janeiro – RJ. 14° edição (Internet), 1951.

 

163 visualizações

Posts Relacionados

Ver tudo

Comments


bottom of page