Por que o empoderamento feminino favorece uma sociedade inteira?


O empoderamento feminino é um termo que vem ganhando visibilidade nos últimos anos. Mesmo com o assunto em alta, não é difícil encontrar ainda ambientes mais tradicionais e conservadores, onde existem barreiras com relação à liberdade de escolha das mulheres.


Se antes as mulheres não tinham espaço para demonstrar seu total valor, hoje, elas já provaram que podem atuar em áreas que antes eram dominadas pelos homens. Tudo isso é resultado do poder dado às mulheres.


No post de hoje, nosso objetivo é mostrar que ajudar no empoderamento feminino pode auxiliar na evolução da sociedade como um todo. Vamos lá?


O que é o empoderamento feminino?


A história do empoderamento feminino é mais antiga do que você pode imaginar. Diferente do que muitos pensam, não é uma causa de uma pessoa ou organização. Empoderar uma mulher engloba tudo o que qualquer pessoa pode fazer para fortalecer as mulheres e desenvolver a igualdade de gênero nos âmbitos onde as mulheres são a minoria.

Quais são os 7 princípios do empoderamento feminino?


Desde 2010, existe um documento chamado “Os Princípios de Empoderamento das Mulheres”, lançado pela Organização das Nações Unidas (ONU), para mostrar às empresas e comunidades como dar poder para as mulheres. São 7 princípios, veja abaixo:


1. Estabelecer liderança corporativa, no mais alto nível, com sensibilidade à igualdade de gênero;

2. Tratar todas as pessoas, independente do gênero, de maneira justa no ambiente de trabalho, com respeito e apoio aos direitos humanos e à não discriminação;

3. Garantir saúde, bem-estar e segurança para todas as mulheres e homens que fazem parte de uma organização profissional;

4. Promover a educação, o desenvolvimento profissional e a capacitação a todas as mulheres;

5. Apoiar o empreendedorismo feminino e promover políticas que deem poder às mulheres por meio de cadeias de suprimento e marketing;

6. Promover a igualdade de gênero, por meio de ações direcionadas à comunidade e ao ativismo social;

7. Medir e documentar os progressos de qualquer empresa na promoção da igualdade de gênero.


Por que ele favorece uma sociedade inteira?


O caminho do empoderamento feminino começa em 1911, com a criação do Dia Internacional da Mulher, em decorrência de um incêndio que matou mais de 100 mulheres em Nova York. Em 1932, as mulheres conquistaram direito de voto opcional no Brasil e, em 1946, ele se tornou obrigatório. Desde então, elas enfrentaram um caminho árduo, que culminou com a publicação dos princípios de empoderamento das mulheres, pela ONU, em 2010.


Se analisarmos esse período histórico com calma, veremos que as transformações e as melhorias na sociedade vêm acontecendo desde a primeira manifestação em prol da igualdade de gênero. Empoderar uma mulher torna a sociedade mais justa, menos preconceituosa, com a promoção da aceitação e da tolerância à toda e qualquer diferença.



Isso sem falarmos nos conhecimentos femininos, que, até poucos anos atrás, não eram explorados da maneira correta, em um mercado de trabalho que demorou para perceber que a presença das mulheres ajuda não só a enxergar os negócios de forma diferente, mas também a movimentar a economia de uma maneira muito mais igualitária.

60 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo